Derani chega para defender a atual campeã de olho no bicampeonato em Daytona

Brasileiro será companheiro do compatriota Felipe Nasr no #31 Whelen Engineering Racing Team. Os dois ainda irão dividir o cockpit do Cadillac DPi-V.R com o norte-americano Eric Curran na tradicional 24 Horas de Daytona na semana que vem

Depois de correr contra a equipe Whelen Engineering Racing por três anos, o brasileiro Pipo Derani estará a bordo do Cadillac DPi-VR #31 na temporada 2019 do IMSA WeatherTech SportsCar Championship, que terá sua primeira etapa nos dias 26 e 27 de janeiro com a tradicional 24 Horas de Daytona, na Flórida (EUA).

Ao lado do compatriota Felipe Nasr, Derani vai defender o título da equipe – atual campeã – nas 10 etapas do IMSA e também quer lutar por sua segunda vitória em Daytona. Para as quatro provas de longa duração da temporada, que começa com as 24 Horas de Daytona, os dois ainda terão como companheiro Eric Curran, campeão do IMSA ao lado de Nasr em 2017.

Aos 25 anos, Derani estreou na categoria com grande destaque em 2016, vencendo Daytona e Sebring logo de cara. Nas últimas temporadas, o brasileiro somou cinco vitórias e quatro poles em 20 corridas na categoria Protótipos. Agora, o paulista chega para levar toda essa velocidade e experiência para a equipe Whelen Engineering Racing.

“É uma grande honra para mim fazer parte da equipe e ter este primeiro teste com os mecânicos e engenheiros”, declarou o brasileiro logo após as sessões do ROAR, no início do mês em Daytona. “Sempre olhei de fora, apreciando tudo o que essa equipe já fez no passado. Então, estar aqui agora é ótimo”.

O piloto adaptou-se rapidamente à equipe e ao Cadillac DPi-V.R, marcando ótimos tempos nos treinos do ROAR, conhecendo também nos novos pneus Michelin, que passam a ser utilizados na categoria.

“O ROAR foi muito bom para nós e tudo funcionou muito bem”, lembrou Derani. “Verificamos tudo e estou realmente feliz. Agora temos de pensar na corrida. Obviamente, nunca sabemos o que irá acontecer durante a prova, mas uma coisa é certa: fizemos toda a nossa preparação e temos evoluído desde o ROAR. Tudo está seguindo a direção correta”, continuou.

“Acho que com o tempo você entende melhor a dinâmica desta corrida e encara isso de uma forma diferente. Quando eu cheguei, três anos atrás, eu acelerei forte do começo ao fim, mas isso nem sempre funciona. Você amadurece e entende que há mais do que isso”, ressaltou.

“Será minha quarta vez em Daytona e está na hora de ganhar outro relógio. Vou usar a experiência destes anos para tentar chegar lá novamente. Meu objetivo é vencer também o campeonato. Ganhei as provas mais importantes, quero vencê-las novamente, mas estar na equipe campeã me dá uma motivação extra para lutar pelo título. Se isso significa ser mais conservador, eu farei isso. Se precisar pisar fundo, eu também farei. A experiência, aliada ao fato de estar numa grande equipe, com grandes pilotos me deixam muito animado para a temporada”, completou Derani.

Os treinos em Daytona terão início na quinta-feira (24), com a definição do grid. No sábado, a largada da prova está prevista para as 14h35 (local, 17h35 de Brasília).