Matheus Leist brilha em Indianápolis e conquista 4º lugar, melhor resultado da Foyt em 5 anos

Jovem gaúcho conquistou melhor resultado de sua carreira após uma grande atuação na chuva após largar na 21a colocação

O jovem piloto Matheus Leist, de 21 anos, brilhou neste sábado em Indianápolis e conquistou seu melhor resultado na Indy: foi o quarto colocado após largar na 21a colocação. Competindo pela menor equipe do grid, a AJ Foyt, o brasileiro conquistou o melhor resultado do time nas últimas cinco temporadas.

“Estou muito feliz com a corrida aqui em Indianápolis. Eu amo este lugar e ele também parece gostar de mim: foi neste mesmo circuito misto onde conquistei meu primeiro pódio aqui nos Estados Unidos. Foi aqui também minha estreia com vitória em oval, na preliminar da Indy-500 de 2017”, diz Leist, que direcionou sua carreira para Indy há dois anos depois de conquistar o título da F3 Inglesa em 2016 debaixo de chuva em Donington Partk, igualando nomes como Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e Ayrton Senna.

“Quero agradecer muito a todos os patrocinadores e todo time. Mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos nas últimas corridas, a gente não desistiu e seguiu trabalhando forte para conseguir um resultado como este. Agora é seguir neste ritmo para entrarmos bem nas duas semanas da Indy-500”, diz Leist, que no ano passado foi o melhor estreante no grid, igualando feito de Fernando Alonso no ano anterior.

Outra ocasião marcante para Matheus Leist em sua jornada na Indy foi justamente na estreia, quando colocou o carro da Foyt em terceiro lugar no grid na sua primeira corrida na Indy, nas ruas de St. Pete no ano passado. Agora, com um quarto lugar na carreira, o brasileiro trouxe o nome da equipe de volta às primeiras colocações.

A última vez que a Foyt esteve entre os quatro melhores da Indy foi em 2015, com o japonês Takuma Sato (segundo lugar em Detroit). Nos últimos 15 anos, a Foyt conquistou apenas seis vezes um resultado acima da quarta colocação.

Leist soube fazer uso da estratégia certeira deste sábado, colocando pneus de chuva na última parada, exatamente como grandes campeões da Indy fizeram, como Simon Pagenaud e Scott Dixon. Com 17 voltas para o final em bandeira verde, o brasileiro chegou a ocupar a terceira colocação, após uma bela ultrapassagem por fora sobre Pigot. Mas perdeu a posição para Pagenaud – que em ritmo forte superou também os outros dois carros e venceu a prova.

A próxima etapa da Indy será justamente as 500 Milhas de Indianápolis, no próximo dia 26.