Nelsinho Piquet celebra novo país no calendário da FIA Fórmula E com e-Prix na Suíça

Será a primeira prova automobilística no país desde proibição na década de 1950 por causa de tragédia com piloto local nas 24 Horas de Le Mans

O brasiliense Nelsinho Piquet busca neste domingo a recuperação no campeonato da FIA Fórmula E, em Zurique (Suíça). Nas últimas corridas, uma série de contratempos impediu o piloto da Panasonic Jaguar Racing de pontuar, então a meta é voltar a somar na tabela de classificação.

Na temporada 2017/2018, o primeiro campeão mundial da categoria de carros elétricos é o oitavo na classificação geral, tendo três quartos lugares (Hong Kong, Marrakesh e México) como melhores resultados. No campeonato de equipes, a Jaguar é a quinta colocada entre dez equipes.

A corrida será um marco no automobilismo internacional. Isso porque será a primeira competição em território suíço depois de décadas de proibição governamental. Em 1955, após um acidente com o suíço Pierre Levegh nas 24 Horas de Le Mans, 83 espectadores na arquibancada foram mortos, além do próprio piloto, e o governo baniu as corridas no país. Apenas em 2015, a lei foi relaxada e passou a permitir competições de carros elétricos, como a Fórmula E.

Em Zurique, Nelsinho encontrará um traçado de 2.460 metros, com 11 curvas e duas retas razoavelmente longas que devem ser os principais pontos de ultrapassagem. No mais, o circuito tem seis curvas de 90 graus, um cotovelo e uma chicane.

O e-Prix de Zurique tem largada prevista para as 13h (de Brasília), com transmissão dos canais Fox Sports.

O que disse Nelsinho Piquet:

“Fazer parte de um movimento como a Fórmula E tem sido maravilhoso. De novo será muito bom ir a uma cidade na qual o automobilismo não tem ido há anos. O time tem trabalhado muito duro e aprendido bastante nas últimas corridas, então estou confiante de que poderemos marcar alguns pontos importantes antes da corrida final em Nova York.